Buscar
  • Equipe Esporte Conviver

Brincar é fundamental para a saúde das crianças

Atualizado: Fev 27


A brincadeira é a principal forma de expressão da criança. É a atividade mais importante para o desenvolvimento nos aspectos físico, social, cultural, afetivo, emocional e cognitivo. É muito mais do que, simplesmente, uma maneira de passar o tempo. É a forma que a criança utiliza para interagir com o ambiente em que vive.

Através da brincadeira, a criança usa a imaginação e a fantasia para inventar o mundo dos seus sonhos. Na brincadeira, ela vai vivenciar liberdade, imaginação e criatividade, além de muitas formas de expressão corporal e movimento. É brincando que a criança melhora a sua coordenação motora, aguça a sua percepção do ambiente, torna os reflexos visuais e auditivos mais rápidos e precisos e aumenta a sua velocidade de raciocínio.

O ato de brincar possibilita a construção da aprendizagem, da reflexão e da autonomia. Brincando, a criança desenvolve sua capacidade de raciocinar, de julgar, de argumentar, de chegar a um consenso e de reconhecer que isto é importante para o convívio com os amiguinhos.

É brincando, também, que a criança aprende a se relacionar, a fazer amigos e a conviver respeitando as regras e o direito dos outros. Aprende que, independentemente de cor, raça ou etnia todos merecem ser bem tratados.

A criança que tem a oportunidade de brincar está mais preparada emocionalmente para controlar suas atitudes e emoções dentro do contexto social, obtendo melhores resultados gerais no desenrolar da vida. É brincando que a criança consegue extravasar suas tristezas, alegrias, angústias, agressividades e entusiasmo. Assim, ela se prepara para tornar-se um adulto apto a encarar de frente os desafios que virão na vida.

Brincando, a criança terá oportunidade de desenvolver capacidades indispensáveis à sua futura atuação profissional, tais como atenção, afetividade, concentração, foco, dentre outras. O adulto que não brincou quando criança pode estar preparado tecnicamente, mas, em geral, tem dificuldades para trabalhar em equipe e lidar com adversidades.

Brincar é tão importante para a crianca como o estudo, a saúde e a boa alimentação. Brincar, deve ser incentivado e garantido a qualquer criança.

Brincar é bom, é gostoso e dá felicidade; e ser feliz é estar mais predisposto a ser bondoso, a amar o próximo e a partilhar fraternalmente. O brincar livre e o brincar dirigido são igualmente importantes para promover competência social, confiança e felicidade.

O papel dos pais

Os pais devem se conscientizar que a ludicidade deve ser vivenciada na infância, isto é, o brincar deve fazer parte dessa fase. Devem sempre pensar que uma boa educação e a formação adequada de um adulto seguro e feliz passa por uma tradicional brincadeira, bem divertida e despretensiosa.

Brincar com os filhos, tirar um tempinho para desenvolver tarefas com eles, seja de pintar, de montar, de ir ao parquinho, de correr, ou qualquer outra coisa que façam juntos, é de fundamental importância para a formação das crianças.

Estimular as crianças a brincarem bastante ajuda a que elas se desenvolvam muito mais rapidamente, tanto no aspecto físico como no cognitivo.

Ao contrário do que muitos pais pensam, manusear tablets, celulares ou brinquedos eletrônicos de alta complexidade não é a melhor escolha para o desenvolvimento cognitivo das crianças. Isso acontece com atividades mais simples, como desenhar, pintar, empilhar blocos, que tornam os pequenos mais criativos.

Os pais devem, ainda, se preocupar com a questão do sedentarismo entre as crianças. O estilo de vida atual acaba colaborando muito para isso. Elas passam horas diante da televisão, do computador ou do video-game e, muitas vezes, ingerindo paralelamente guloseimas nada saudáveis. Por isso, estimular desde cedo a movimentação, como hábito, através de brincadeiras como pega-pega, esconde-esconde, pular corda, nadar, dentre tantas outras, é de suma importância. Dessa forma, adquirindo o hábito desde pequenas, as crianças que se movimentam e brincam bastante, dificilmente terão problemas como a obesidade e doenças cardiovasculares, por exemplo.

Formas de brincar

  • Dançar, correr, saltar, jogar bola, são excelentes estímulos para o desenvolvimento motor da criança, contribuindo para uma maior força e flexibilidade, bem como para melhorar a coordenação motora;

  • Brincar de casinha, escolinha, vendinha, serve para estimular a criança a explorar o mundo, imitar, fantasiar e simular situações do seu cotidiano;

  • Desenhar, pintar, encenar, brincar com bonecas, permite estimular a criatividade e a imaginação;

  • Montar quebra-cabeças e blocos de construção encaixáveis, ajuda no reconhecimento de diferentes formas e tamanhos e serve para que a criança entre em contato com o mundo social através da cooperação, desenvolvendo sua cognição de forma mais apurada;

  • Brincar de roda, acompanhada por cantigas (ciranda-cirandinha, sambalelê, pirulito que bate-bate, entre outras), brincar de pião, iô-iô, pipa etc, além de estimular a criatividade, a coordenação motora, a concentração, percepção visual, auditiva e tátil, serve para preserver a produção cultural de um povo num certo período histórico;

  • Cantar e brincar com instrumentos musicais representam estímulos para o desenvolvimento cognitivo, auditivo, sensorial e da fala;

  • Brincar com jogos que possuem regras, como pega-pega, queimada, lenço-atrás, danca das cadeiras e esportes em geral, estimula no desenvolvimento de regras sociais, na legitimação dos valores morais e na reflexão crítica da criança.

Não importa como, nem de que forma a criança brinca; o importante é que ela faça isso sempre durante a infância. Nesse período, todo tipo de estímulo é válido e pode ser iniciado com pequenas atividades nas horas livres, como nas férias escolares. Isso contribui para o movimento, interação e satisfação, afinal tudo o que os pais desejam ver é suas crianças felizes, seguras e com autoestima elevada.

Prazeres Augusta P. Souza - Bacharel em Educação Física e Saúde, pela Universidade de São Paulo (USP) e Diretora da Escola de Esportes Conviver

#brincar #criança #saúde

527 visualizações

Funcionamento

Segunda a sexta:    das  8  às  21 horas

Sábado: das 9 às 13 horas

Endereço

R. Padre Benedito de Camargo, 573

Penha de França, São Paulo/SP

CEP: 03.604-010

 

(11) 2082-2526

(11) 94307-4377

conviver@esporteconviver.com.br

Contato

Fundada em 2010, a Escola de Esportes Conviver acredita que o esporte é peça fundamental para o desenvolvimento integral das pessoas.

O espaço conta com quadra poliesportiva, salas de atividades e reuniões, piscina aquecida coberta, vestiário e estacionamento próprio e gratuito para os alunos.

  • esporte conviver no facebook
  • esporte conviver no instagram

© Escola   de Esportes Conviver - 2020  | Todos os direitos reservados